20110209

BONDADE? NÃO, É A GOTA D'ÁGUA PARA MEU DESABAFO!

Recebi hoje essa notícia (publicada na Folha de São Paulo) de uma colega de trabalho da PMSP e não pude perder a oportunidade de escrever sobre esse assunto: Muita gente que me conhece e sabe que sou funcionário público, acredita que minha vida está segura, já que prestei um concurso e tenho a tal estabilidade de que muitos sonham. Mas na real não é bem assim: Quem trabalha no nível médio, no meu caso, passa diariamente por humilhações não são publicadas nos jornais. Os fiscais, que ganham mais de dez vezes o nosso salário são os quem têm o futuro garantido (e prestam praticamente o mesmo serviço que eu! A diferença é basicamente o acesso à determinadas telas). Isso porque a carga horária não soma nem a metade da nossa... quando aparecem para trabalhar. Mas não posso ser hipócrita: Também aproveito das faltas que me são beneficiadas por direito, só que tenho outros objetivos. Me formei em Design Editorial e desde então procuro estar sempre envolvido nesta área, o que não tem acontecido ultimamente, mas estou disposto a trocar de vida, porque não tenho mais expectativa de crescimento se tiver que depender do poder público para ter sucesso profissional. Este é um desabafo que há tempos gostaria de esclarecer para mim, para ficar claro! Preciso analisar minha situação...

Desde que entrei na prefeitura em 2003, ouço as pessoas falando sobre reajustes salariais, o que somam mais de 30 anos sem nenhum aumento significativo. Enquanto isso, nossa classificação foi alterada como se estivéssemos sendo promovidos, mas o valor no holerite continuou igual!

Trabalho na Secretaria de Finanças da Prefeitura Municipal de São Paulo, no PraServir, (DIATE - Divisão de Atendimento) e atendo ao público tirando dúvidas sobre as cobranças de impostos, formalizando parcelamentos de dívidas e claro, atuando como assistente social, que não estava previsto, mas acaba sendo consequência da diversidade humana que comparece diariamente quando clico no botão para acionar o próximo contribuinte a ser atendido, praticamente uma roleta russa. Atendo desde o mais simples e/ou analfabeto; (semi/wannabe) celebridades; até o mais arrogante e/ou instruído contribuinte! (Apesar de que se fosse tão bem instruído assim poderia resolver tudo pela internet, já que todos os serviços prestados pela PMSP estão disponíveis em: http://www.prefeitura.sp.gov.br #ficadica).

De um lado, este ano (desde janeiro de 2009) os autônomos estão isentos da taxa de ISS (Imposto Sobre Serviços), uma promessa de campanha para a reeleição de nosso atual prefeito Gilberto Kassab, mas por outro, houveram também reajustes na cobrança do IPTU, deixando muita gente revoltada. As pessoas acreditam que tenho contato direto com o Gabinete para repassar cada insulto que me é absorvido, enquanto o máximo que posso fazer é imprimir o boleto com o valor pendente e/ou encaminhá-lo para o Setor de Fiscalização que provavelmente não terão toda essa minha edudação adquirida em uma rígida escola alemã, pelo contrário: os fiscais normalmente são tão mal educados quanto os contribuintes que querem armar barraco...

No final do ano passado fomos bombardiados por e-mails, dos mais diversos, sobre organizações de greves com o objetivo de conseguir um aumento de (pasmem!) menos de um salário mínimo, no propósito de incentivar os servidores que estão se aposentando e também para não deixar com que os novatos pedissem exoneração, o que acontece diariamente comprovado pelo Diário Oficial. Na verdade alguns servidores revoltados com as festas de final de ano resolveram tentar correr atrás do prejuízo sem sucesso. É desmotivador mas cheguei a comparecer em algumas reuniões/manifestações: Foi barulho demais para resultados de menos.

Fato é que não posso julgar cada servidor, porque ouço diariamente muita gente reclamar e não vejo nenhuma atitude da parte dos próprios funcionários, muito pelo contrário: convivo com pessoas que prezam por seu interesse pessoal, obviamente, mas que para isso são capazes de agir contra a lei, dando aquele jeitinho brasileiro e prejudicando quem é realmente honesto e quer ajudar para ser ajudado. Então acredito mesmo que a melhor maneira para sermos notados/promovidos seria a paralização, mesmo que fosse apenas um dia ou somente algumas horas, porque isso está previsto por lei garantindo nossos direitos. Mas quando os mais antigos ouvem a palavra greve, automaticamente relembram da época em que o senhor Jânio Quadros estava no poder e exonerou todos os envolvidos na paralização (e que foram recontratados depois, porque eram servidores admitidos e não concursados), é um texto pronto, incrível! Queria ter a oportunidade de poder gravar os depoimentos, chega a ser triste: a pessoa reclama, você questiona e entra o texto, praticamente o mesmo release que usam para justificar as cobranças que não sabem explicar e com certeza não têm interesse de ir atrás para saber, já que vão se aposentar mesmo, né? (#ironia... poderia colocar aspas em tantas palavras aqui, mas seria poluir ainda mais! Só espero não ser mal interpretado, porque a minha intenção é fazer a voz das pessoas que me param nos corredores ou na hora do almoço, mesmo os contribuintes que questionam e/ou afirmam sobre o pagamento do meu salário!)

Tudo isso porque trabalho no local responsável pela maior arrecadação da história do Município de São Paulo, graças ao Programa de Parcelamento Incentivado, o famoso PPI que acontece desde 2006 negociando dívidas antigas que estão inscritas em FISC/JUD inclusive as Taxas de Lixo cobradas inconstitucionalmente pela ex-prefeita Marta Suplicy e que para os desinformados um esclarecimento: Quem não entrou com o processo de reavaliação dessa taxa na época da cobrança (até 2005), atualmente continua com a pendência além da cobrança dos juros... e como o PPI acabou no final do ano passado, quem não pagou acha que vai caducar, mas pelo contrário... aguardem as cartas e/ou o oficial de justiça batendo à sua porta! Consulte pelo número de contribuinte (SQL) no site da pmsp! 

Esses dias faleceu uma de minhas colegas que estava prestes à se aposentar, a Esther... mulher bastante querida e trabalhadora. Admirava seu ótimo humor e eficiência no trabalho, diferente das pessoas que entraram na mesma época que ela. Quando refleti sobre esse acontecimento pensei: Será que vale mesmo a pena trabalhar em um lugar que você tem o benefício de não ser mandando embora por ter prestado um concurso e ter a possibilidade de faltar 15 dias seguidos ou 45 dias intercalados (fora os abonos: 2 por mês e faltas justificadas, também 2 por mês, ou ainda injustificados ilimitados)??? Qual é o meu benefício? Não tenho medo de trabalhar, pelo contrário, gosto muito! Inclusive sou elogiado sempre pela chefia e pelos contribuintes, mas nosso salário não é mais justo! Enquanto isso o que sobe é a tarifa do transporte público! Então quando alguém disser que paga meu salário, vou ter que pedir um aumento pra poder voltar pra casa...

Essa estabilidade que minha família/amigos/afins tanto me pressionam pra eu não perder, será mesmo que é o que eu quero para o meu futuro? Já faz um bom tempo que estou me questionando e hoje chego à conclusão de que isso não vai mudar, porque não sou eu que irei mudar todo um sistema governamental com um post em um blog. Mas quero me livrar desse caos que a minha vida tem sentido, essa energia pesada, essa carga negativa que as pessoas trazem pra mim de graça... não escolhi isso! Poderia trabalhar na Secretaria de Cultura, teria muito mais a ver com meu curso de formação (Design Editorial) mas existe um problema, só posso sair se conseguir alguém pra trocar comigo (permuta) e quem é que vai querer sair de um local cheio de cultura, eventos e afins, para conviver com tudo isso que passo quase que diariamente? (já nem tenho mais quase condições físicas de comparecer ao trabalho!) Perdi já dois anos e meio quando trabalhei na Subprefeitura de Parelheiros e demorava mais de duas horas e meia só pra chegar ao local de trabalho. Chega a ser deshumano, porque existe uma Sub pertíssimo da minha casa! É um absurdo e todos falam com uma naturalidade, mas o funcionário não é o maior beneficiado e sim o próprio governo. Já foi uma luta sair de lá, consegui ser transferido para o centro da cidade graças à internet, mas dessa vez não tenho nem mais esperança, só quero sair!!!

A Rede Globo esteve presente essa semana pra gravar uma reportagem e fomos obrigados a usar um uniforme que faz com que todos nós perdêssemos o moral. É horrível, teria que ser mais neutro, simples, mas é um azul bebê que vai se degradando, com uma gravata que não combina, com o logo enorme borbado da pmsp que não é nada proporcional, além de ser uma camisa de péssima qualidade. Deveria ser uma camiseta pólo básica preta/branca/azul marinho com o logo e só! Calça social e sapato, simples, discreto e com certeza as pessoas teriam mais orgulho de vestir a camisa! Sinceramente tenho vergonha do uniforme, do trabalho e da hipocrisia/puxa saquismo que tenho que conviver, por isso estou surtado com essa notícia e tive que desabafar... mas tenho certeza que esse será o meu ano, porque estou encerrando minhas atividades como Assistente de Gestão de Políticas Públicas, mas tenho certeza que muita gente ainda vai associar meu nome como um designer ou me considerar artista, porque é isso que quero ser! Quero trabalhar com arte, cultura, incentivar crianças à desligarem suas tv's, computadores e irem para o parque, tendo contato com a natureza, com os animais, desenhar, pintar, brincar, se sujar! Ter suas próprias histórias pra contar e não viver de copy/paste sem questionamento ou sem a intenção do bem comum, do bom senso, do belo, de preservar, cultivar, respeitar e cuidar da vida...

Estamos sendo subestimados! E isso não pára por aqui, está apenas começando! 2011 deve ter sua numerologia pra questão do recomeço e se em 2012 tudo não acabar, estarei aqui novamente incentivando o bem, o bom, o leve, o natural, o amor, a relação, o sorriso... é isso que quero pra minha vida! Poder ter orgulho do meu trabalho que só eu sei quão dedicado sempre fui em todos esses anos e merecedor de tudo o que isso me proporcionou, mesmo que seja essa reflexão implorando pra eu sair e seguir meu coração e meus lápis, papéis, desenhos, linhas, textos, brisas e afins...

Então aproveito para deixar meu link profissional, caso alguém se interesse depois dessa:


E finalizo esse desabafo com tudo o que me motiva: minha fé!


"a busca, não nasce da consciência da plenitude,
mas da sensação de carência, da mutilação".
(júlio cortázar)

"tú te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".
(antoine de saint-exupèry)

NAM MYOHO RENGUE KYO
AMÉM
SARAVÁ
NAMASTÊ!

_

2 comments:

  1. Câmara de SP deve votar "pacote de bondades" a servidores

    JOSÉ BENEDITO DA SILVA DE SÃO PAULO

    A Câmara de São Paulo abre nesta quarta-feira as votações deste ano com sete projetos do prefeito Gilberto Kassab (DEM) que, quando implantados totalmente, criarão um gasto extra anual de R$ 589 milhões com o funcionalismo.

    A folha salarial do ano passado chegou a R$ 8,6 bilhões ou 34% das receitas - o teto definido pela lei é de 60%.

    O "pacote de bondades" de Kassab inclui gratificações por desempenho, reajuste salarial, adicional por atividades especiais e a criação de cargos. Os projetos precisam de duas votações.

    Cinco das propostas são referentes à Guarda Civil Metropolitana, que abriga cerca de 7.000 servidores - no total, a prefeitura tem 143 mil.

    Uma delas abre um gasto extra de R$ 49,8 milhões com a concessão de reajuste salarial de 20,74%, dividido em duas parcelas - 2011 (retroativo a 1º de janeiro) e 2012.

    Há ainda projetos de gratificação para motoristas e adicionais para várias áreas.

    Em todas as justificativas enviadas à Câmara, a prefeitura diz que os projetos "têm adequação orçamentária".

    Nas quatro primeiras sessões deste ano nada foi votado, por dois motivos: o clima político deteriorado após a acirrada eleição para a Mesa Diretora no final de 2010 e o fato de Kassab não ter ainda nomeado seu líder na Casa.

    Os projetos foram escolhidos porque em relação a eles havia acordo, inclusive com os líderes da oposição. No ano que vem haverá eleição para prefeito e vereadores.

    -
    O PACOTE DE KASSAB
    Conheça os projetos serão votados hoje pela Câmara

    PARA GUARDAS CIVIS

    1. Reajuste de salários em 20,74%, sendo 9,88% este ano e 9,88% em 2012
    Impacto: R$ 49,8 milhões ao ano a partir de 2012

    2. Prêmio por desempenho (avaliação individual e o cumprimento de um plano de metas da corporação)
    Impacto: R$ 12,7 milhões ao ano

    3. Gratificação para quem atua como motorista, com adicional de 20% até 2013
    Impacto: R$ 3,2 milhões ao ano

    4. Adicional de 20% a 80% para quem atua em regiões consideradas estratégicas (com histórico de dificuldade para atrair funcionários e/ou consideradas violentas)
    Impacto: R$ 2,1 milhões ao ano

    5 Reestruturação das gratificações para cargos de chefia, com até R$ 2.200 por servidor
    Impacto: R$ 1,6 milhão ao ano

    PARA PROFESSORES

    1. Criação de 8.331 cargos de professor de ensino fundamental 2 (5ª a 9ª séries) e médio
    Impacto: R$ 362 milhões ao ano a partir de 2012

    PARA OUTROS SERVIDORES

    1. Gratificação por desempenho a servidores de níveis básico e médio, até 50% em 2011 e 70% em 2012
    Impacto: R$ 158,8 milhões a partir de 2012

    ReplyDelete
  2. Caramba cara, eu entrei na Prefeitura na mesma época que você, mas eu tive mais sorte, fui trabalhar na SMT e aqui tem poucos funcionários públicos. Isso pra mim é melhor, porque eu ganhei DA.
    Boa sorte.

    ReplyDelete

extenda-se!

tag | labels

cultural 2012 humor flagrantes da vida real brasil arte brisa link tupiniquim homem música amor profundo tech brasileiro mulher relação agora sabedoria clássico alx hoera sexo vídeo natureza hype design dica são paulo piada agentegosta vida bizarrices gay história curiosidades hit loveland auto-ajuda de bolso atualidades alex hoera lyrics tempo gringo grana vergonha alheia 2011 desenho política preconceito 80s amizade moda INSIGHT animação eco somos nozes clichê nerd 420 governo alx LISTA sp exposição ... me gusta zeitgeist festa erva saúde love art filme sustentabilidade pmsp drinks poema poesia auto-promoção árvore animais ayahuasca celebridades cultura ritual bagaceirice imagem do dia motivacional photo violência slow food água fingindo naturalidade reciclagem tv geek paz índio família old's cool sex novidade criativo humano mundo teste palavra natural televisão 350 beck polícia tecnologia cvida drama religião sincronicidade #EuSouGay drogas 350.org carnaval cinema vintage acontece movie desenhos lenda lindo photoshop rehab texto homofobia luz polêmica sensibilização tendência trampo war artistas espírito futuro music índia acessibilidade anorexia belo contato nada se leva sensacional triângulos alex fake hiep hiep hoera achado crianças incrível passado planeta relax sol 11:11 ajuda alma chico xavier francisco cândido xavier praia viagem viajar arnaldo jabor ação bacana clima colaborativo curta daniel guarda desabafo ecologia lap to dance original pensamento prefeitura ronaldo show som utilidade verde viva yoga pela paz UMAPAZ climão meio ambiente rainbow spfw terra transexual transformação urbano amigos aquecimento global beijaflor colaboração colorido danger mistura urbana peculiar projeto social quiz raul reflexão rio de janeiro rotina socioambiental teatro trendy tudo yoga 03:03 announcement arts banksy boy boy magia conexão dia mundial sem carro esporte evento gripe suína popporn popporn festival popular produção referência saudades saudável sossego teletransporte telma terremoto wikipedia ano novo ansiedade caminho casa triângulo clipe comunicação drummond dúvida educação figurinista fotografia gato larica livro menina não pode ovo poder presente puta falta de sacanagem receita sentimento sonho tenso virada cultural álcool adriana charoux aula before today blog coordenação de produção delícia desconectar para conectar dinheiro egotrip elke maravilha eu não quero voltar sozinho fato feedback filosofia baraa fofo ivan forneron katita 80 katita make lovely mar maísa moving planet museu da língua portuguesa photos por quê? porque portifolio projeção psicografia risos saudade sergio fahrer silêncio simetria sport susan boyle tattoo teatro mágico that's hot traços trilha (F) 9gag arte assume vivid astro focus (avaf) atuação bad banda uó banho bar.bar blogueiro boys bruno zanardo bêca bêca arruda cacete cartagena charoux chimarrão clarice clarice lispector colômbia combustíveis fósseis cores desespero e-mail economia ego emmanuel entrevista fetiche greve hot infantil ingredientes instituto C e A jum nakao linhas lucas corazza mailing mensagem mmm org organização palhaço party paulo leminski perdão primavera produção de figurino prostituição radio reclamação redes sociais satsang sk8 sri prem baba subprefeitura tiração de sarro toca raul tradição trip ASSEF ASSEF/SP SoundCloud acacio abreu de oliveira adalgisa morato advogado aganjú alan watts amir labaki andré cruz arena eugênio jusnet augusta avaf balada basta bebel gilberto bope brasill breja bullying butt cacetete caloi carlos saldanha carta da terra caveira censura charles baudelaire chá cinepro circo circo voador coisas de marcelle colombia confeitaria connected cosmópolis cowork coworking culinária curso database datarock decameron dia do rock direito doce dupla ebtg ellen lima energia escorpião estúdio bola estúdio fabricia miani fail faria fashion felipe dall'anese finanças floresta formação fox fox home entertainment brasil futon company gabriela brenman de azevedo galeria do rock geometric gráficos guto lacaz happy hour herbert viana hora ibirapuera idec jackson ricarte jardins jorge serrão joåo saraiva kangwaá lacuna filmes lançamento larmod latinha laura stankus leo cavallini levis br lila varo lions locomotiva lothar lothar charoux louise despont luciana nicolodi lunchbox magazine make mano mano chao maou maquiagem marcelona mariana cobra marione tomazoni masp medo mentira metrô militarismo mixwit mostra de arte pública mostraurbe máquina nextel nextu noite origami os mutantes oscar wilde ouvidoria paralapraca paris hilton parque paul alex thornton paul alexander thornton paulista pedro mendes pedro useche perdição piauí pinturas planetas plano de celular playmobil poem promoção psmp quixotes reajuste salarial reveillon revista rio - o filme rock sacanagem signo silicone simian mobile disco simpatia skate social media sopa squid studio sopa studio sp tarde telefone tennis thiago cagiano tom of finland trilha sonora tu universidade urbe vanessa ferras vestígios visíveis web wwf