20111130

AUROVILLE – A CIDADE UNIVERSAL


Projeto de Auroville

Auroville, é uma comunidade internacional, perto de Pondicherry, no Estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, construída com o propósito de ser uma “Cidade Universal, onde todos, homens e mulheres, pudessem viver em harmonia, independente de nacionalidade, raça, crenças e politica, para realizar a unidade humana na diversidade. Sua proposta urbanistica é original e desenvolve a cidade em forma de uma espiral simbolizando a evolução humana e no centro se ergue majestoso o Templo de Matrimandir.

Atualmente, tem cerca de 2 mil e duzentos moradores originários de 45 países, inclusive do Brasil, além de muitos indianos que moram no local e trabalham nas mais diversas atividades. A população cresce constantemente e não raro alguns dos seus milhares de visitantes, se apaixonam pelo lugar e filosofia de vida e alí permanecem.

Visitor Center
Grupo de colaboradores
Administração de Auroville

As pessoas podem se candidatar a serem moradores permanentes de Auroville. Para tanto, precisam marcar uma entrevista com o “Entry Group”, no final do seu período como hóspede para confirmar, oficialmente, a sua decisão.

Sri Aurobindo - Fundador de Auroville

Foi fundada dentro dos princípios da Yoga Integral, concebida e desenvolvida por Sri Aurobindo e “A Mãe. O conceito da cidade iniciou-se nos idos de 1930, porém foi em 1960 que a Associação Sri Aurobindo em Pondicherry propôs o início da sua construção, nas formas pensada por eles. O projeto foi apresentado ao Governo da Índia, que deu sua autorização e encaminhou para a Assembléia geral da UNESCO. Em 1966, em uma resolução unânime, a UNESCO dava seu aval ao projeto, dizendo que era importante para o futuro da humanidade.

Reuniões para tomada de decisões em conjunto

Matrimandir e o Anfiteatro em primeiro plano
onde está a urna contendo a terra trazida pelos representantes dos países

Em 28 de fevereiro de 1968, cerca de cinco mil pessoas, se reuniram em assembléia realizada no local (Anfiteatro), onde seria o centro da futura cidade, para a cerimônia de inauguração onde compareceram representantes de cerca de 124 nações incluindo o Estado da Índia. Cada um, como ato simbólico, trouxe um pouco da terra de seus países que foram misturadas e guardadas em uma urna de Marmoré, no formato da flor de lótus, que foi colocada em um lugar especial do anfiteatro, na chamada Área da Paz. Durante a cerimônia de inauguração, o diretor-geral da Unesco, Dr. M.S. Adiseshiah, pronunciou as seguintes palavras:

Em nome da Unesco, em nome de todos vocês presentes e não presentes aqui, eu exalto Auroville, sua concepção e realização, como uma esperança para todos nós e particularmente para nossas crianças, para nossa juventude que está desiludida com o mundo que construímos para ela, e que encontrarão em Auroville um símbolo vivo, inspirando-se a viver a vida para a qual são chamados”.

Instituto da Terra

Energia Solar
Bio Gás
Serviço de Saúde 
Escola Técnica
Escola Infantil



Auroville está organizada em áreas que circundam o centro, local onde está localizado o Templo de Matrimandir:

A “Área da Paz” – localizada no centro da cidade compreende o maravilhoso Templo de Matrimandir e seus jardins, o anfiteatro onde está guardada a “Urna da Unidade Humana”, com terra de 124 nações e 23 estados indianos e o lago que cria uma atmosfera de calma e serenidade ao local e também serve para irrigar toda a área.

A Área Industrial – com cerca de 100 hectares , ao norte da “Área a Paz”, a “Indústria Verde” é um dos pilares dos esforços de Auroville para se tornar uma cidade auto-sustentável. A preservação da natureza é outro pilar importantíssimo, de acordo com os princípios pelos quais Auroville foi fundada.

Nessa área estão construídas pequenas e medias indústrias, centros de treinamento, artes e artesanatos, indústria de queijos, incensos, a além do prédio de administração da cidade.

A Área Residencial - é a maior das áreas ,com cerca de 200 hectares cercada de parques, embora a entrada principal esteja localizada em uma rodovia lotada de trafego. Nesssa parte de Auroville, estão construidas as “Guests Houses”, que recebem hóspedes de todo o mundo que chegam para conhecer a filosofia e o cotidiano de Auroville , além das casas dos residentes com sua arquitetura peculiar.

A Área Internacional – ao oeste da Área da Paz, abriga os pavilhões nacional e cultural, agrupados por continentes. Seu objetivo é demonstrar a unidade na diversidade , onde as pessoas de cada uma das nações do mundo possam se expressar.

A Área Cultural – com cerca de 90 hectares está situada no leste da “Área da Paz” e foi planejada para se tornar um local para realização de pesquisas na área de educação e expressões artísticas.

A cidade, com uma circunferência de cerca de 1,25 k, está cercada por um extenso cinturão verde. Fazendas orgânicas, florestas, áreas de preservação de espécies (flora e fauna) em extinção, além de servir como celeiro para os alimentos consumidos na comunidade, plantação de ervas medicinais utilizadas em medicamentos naturais, lugar de recreação, escolas, etc.


Reciclagem da Água
Cozinha Solar
Lixo
Uma das escolas de Auroville

'The Mother" (A Mãe) fundadora de Auroville
Quem foi Sri Aurobindo e “A Mãe”?

Sri Aurobindo foi um lutador em prol da liberdade da Índia e contemporâneo de Gandhi. Ele realizou um trabalho político e jornalístico de relevância. Poeta retirou – se posteriormente da vida pública dedicando-se ao trabalho interior e da consciência que ele chamou de supramental. Escreveu muito e sua obra revela uma complexidade e uma simplicidade notáveis. A essência do que pode ser chamada a evolução futura do homem , é a base inspiradora da experiência de Auroville , que foi idealizada e iniciada por sua companheira e discípula Mira Alfassa, “A Mãe”. Ele morreu em 1950, aos 78 anos, deixando o trabalho espiritual conhecido como“O Ioga de Sri Aurobindo.

Mirra Alfassa (A Mãe) (Paris-1878./1973), que viria a ser a grande companheira de Sri Aurobindo e divulgadora de sua obra, foi a segunda filha de mãe egípcia e pai turco, nascendo poucos meses depois que eles se estabeleceram na França.

Tornou-se pintora e musicista. Em uma visita a Índia, 1914, com o então segundo marido, conheceu pessoalmente Sri Aurobindo, reconhecendo nele imediatamente o “mentor” que ela via freqüentemente em seus sonhos. Na época, a primeira guerra estava iniciando e ela teve que voltar para a França com o marido e o acompanhou depois ao Japão onde ele iria assumir um posto diplomático. Porém em 1920 ela retorna a Índia e reencontra Sri Aurobindo em Pondicherry e nunca mais o deixou.

Sri Aurobindo também a reconheceu como a encarnação de uma dinâmica, expressiva e criativa força, que na Índia era conhecida como a Suprema Mãe” e assim ela ficou conhecida por todos como “A Mãe”.

Foi ela que começou a organizar e expandir tanto os grupos de seguidores do Mestre bem como seus ensinamentos e criou, após a sua morte o Centro Internacional de Educação Sri Aurobindo, uma referencia hoje na Índia, para dar aos jovens indianos oportunidade de um novo tipo de educação, projeto que acalentava há muitos anos.

Galeria de Arte
Biblioteca
Uma das cozinhas
Equipe de vendedoras de boutique

Em 1968 outro projeto concebido por ela se materializou – Auroville, preparando assim o caminho em direção a um futuro brilhante para todo o planeta. Sri Aurobindo e a “A Mãe” trabalharam toda suas vidas para plantar a sementinha dessa transformação.

“Para aqueles que estão satisfeitos com o mundo do jeito que ele é, obviamente Auroville não tem razão para existir”, dizia ela, que morreu aos 92 anos.

área da paz

google earth

namastê!


Seus trabalhos continuam e estão vivos para sempre no coração de todos aqueles que acreditaram e trabalham em AUROVILLE.
_

No comments:

Post a Comment

extenda-se!

tag | labels

cultural 2012 humor flagrantes da vida real brasil arte brisa link tupiniquim homem música amor profundo tech brasileiro mulher relação agora sabedoria clássico alx hoera sexo vídeo natureza hype design dica são paulo piada agentegosta vida bizarrices gay história curiosidades hit loveland auto-ajuda de bolso atualidades alex hoera lyrics tempo gringo grana vergonha alheia 2011 desenho política preconceito 80s amizade moda INSIGHT animação eco somos nozes clichê nerd 420 governo alx LISTA sp exposição ... me gusta zeitgeist festa erva saúde love art filme sustentabilidade pmsp drinks poema poesia auto-promoção árvore animais ayahuasca celebridades cultura ritual bagaceirice imagem do dia motivacional photo violência slow food água fingindo naturalidade reciclagem tv geek paz índio família old's cool sex novidade criativo humano mundo teste palavra natural televisão 350 beck polícia tecnologia cvida drama religião sincronicidade #EuSouGay drogas 350.org carnaval cinema vintage acontece movie desenhos lenda lindo photoshop rehab texto homofobia luz polêmica sensibilização tendência trampo war artistas espírito futuro music índia acessibilidade anorexia belo contato nada se leva sensacional triângulos alex fake hiep hiep hoera achado crianças incrível passado planeta relax sol 11:11 ajuda alma chico xavier francisco cândido xavier praia viagem viajar arnaldo jabor ação bacana clima colaborativo curta daniel guarda desabafo ecologia lap to dance original pensamento prefeitura ronaldo show som utilidade verde viva yoga pela paz UMAPAZ climão meio ambiente rainbow spfw terra transexual transformação urbano amigos aquecimento global beijaflor colaboração colorido danger mistura urbana peculiar projeto social quiz raul reflexão rio de janeiro rotina socioambiental teatro trendy tudo yoga 03:03 announcement arts banksy boy boy magia conexão dia mundial sem carro esporte evento gripe suína popporn popporn festival popular produção referência saudades saudável sossego teletransporte telma terremoto wikipedia ano novo ansiedade caminho casa triângulo clipe comunicação drummond dúvida educação figurinista fotografia gato larica livro menina não pode ovo poder presente puta falta de sacanagem receita sentimento sonho tenso virada cultural álcool adriana charoux aula before today blog coordenação de produção delícia desconectar para conectar dinheiro egotrip elke maravilha eu não quero voltar sozinho fato feedback filosofia baraa fofo ivan forneron katita 80 katita make lovely mar maísa moving planet museu da língua portuguesa photos por quê? porque portifolio projeção psicografia risos saudade sergio fahrer silêncio simetria sport susan boyle tattoo teatro mágico that's hot traços trilha (F) 9gag arte assume vivid astro focus (avaf) atuação bad banda uó banho bar.bar blogueiro boys bruno zanardo bêca bêca arruda cacete cartagena charoux chimarrão clarice clarice lispector colômbia combustíveis fósseis cores desespero e-mail economia ego emmanuel entrevista fetiche greve hot infantil ingredientes instituto C e A jum nakao linhas lucas corazza mailing mensagem mmm org organização palhaço party paulo leminski perdão primavera produção de figurino prostituição radio reclamação redes sociais satsang sk8 sri prem baba subprefeitura tiração de sarro toca raul tradição trip ASSEF ASSEF/SP SoundCloud acacio abreu de oliveira adalgisa morato advogado aganjú alan watts amir labaki andré cruz arena eugênio jusnet augusta avaf balada basta bebel gilberto bope brasill breja bullying butt cacetete caloi carlos saldanha carta da terra caveira censura charles baudelaire chá cinepro circo circo voador coisas de marcelle colombia confeitaria connected cosmópolis cowork coworking culinária curso database datarock decameron dia do rock direito doce dupla ebtg ellen lima energia escorpião estúdio bola estúdio fabricia miani fail faria fashion felipe dall'anese finanças floresta formação fox fox home entertainment brasil futon company gabriela brenman de azevedo galeria do rock geometric gráficos guto lacaz happy hour herbert viana hora ibirapuera idec jackson ricarte jardins jorge serrão joåo saraiva kangwaá lacuna filmes lançamento larmod latinha laura stankus leo cavallini levis br lila varo lions locomotiva lothar lothar charoux louise despont luciana nicolodi lunchbox magazine make mano mano chao maou maquiagem marcelona mariana cobra marione tomazoni masp medo mentira metrô militarismo mixwit mostra de arte pública mostraurbe máquina nextel nextu noite origami os mutantes oscar wilde ouvidoria paralapraca paris hilton parque paul alex thornton paul alexander thornton paulista pedro mendes pedro useche perdição piauí pinturas planetas plano de celular playmobil poem promoção psmp quixotes reajuste salarial reveillon revista rio - o filme rock sacanagem signo silicone simian mobile disco simpatia skate social media sopa squid studio sopa studio sp tarde telefone tennis thiago cagiano tom of finland trilha sonora tu universidade urbe vanessa ferras vestígios visíveis web wwf